‘Tinder’ corporativo reúne líderes de empresas em clube de relacionamento

TINDER
10 minutos para ler

Renan MarraSão Paulo | 08/09/2018 02h00 | Folha/ tinder corporativo

Em tempos de redes sociais e globalização, em que a tecnologia favorece a comunicação a distância, presidentes e diretores de médias e grandes empresas não deixam de alimentar seu networking em encontros presenciais. ‘Tinder’ corporativo reúne líderes de empresas em clube de relacionamento.

O Tinder é um aplicativo de relacionamento baseado em geolocalização. Fundada em 2012 nos Estados Unidos, a plataforma permite que os usuários criem novas conexões a partir de perfis pessoais.

Seu funcionamento é simples: o usuário tem acesso a perfis de diferentes pessoas a partir de seus interesses. Se gostar do perfil, basta que o usuário deslize o dedo sobre a tela para a direita; caso contrário, é só deslizar a tela para a esquerda. Quando dois usuários gostam um do outro, o app envia uma notificação e permite que ambos iniciem uma conversa.

De acordo com a companhia, atualmente o aplicativo é responsável por 1.6 bilhões de “deslizadas” por dia e, no total, por 20 bilhões de combinações. Além disso, o serviço está disponível para mais de 190 países.

O Tinder chegou ao Brasil em 2013, sendo o terceiro país em número de usuários na plataforma no mundo. O primeiro e segundo lugar ficam para os Estados Unidos e Reino Unido, respectivamente.

Integrar um clube desses não é para qualquer um. Geralmente, o executivo tem de ser convidado ou indicado por alguém que já faz parte do grupo. Antes disso, costuma ser aprovado em espécie de banca julgadora. Outros clubes não exigem indicação, mas fazem filtragem levando em consideração o faturamento médio anual da empresa onde o profissional trabalha.

Os participantes dos clubes são os chamados tomadores de decisões empresariais: líderes e pessoas com cargos altos nas suas empresas.

Ao serem aprovados, os executivos preenchem longos questionários, que servem para mapear as demandas das empresas. Não raro respondem também questões sobre gostos pessoais, como hobbies, músicas, livros preferidos e até o time de futebol.

A partir daí, a área de inteligência divide as empresas em segmentos de acordo com porte, ramo em que atua e localização física, e identifica quais são as afinidades e possibilidades de negócios com outros participantes. Algumas vezes usam softwares que mostram as combinações.

“É uma espécie de Tinder [aplicativo de paqueras] corporativo”, diz o presidente do Grupo Zazcomm, Rodolfo Zagallo, que tem entre seus principais clientes empresários da construção civil.

Para participar do clube da Zazcomm, as empresas têm de pagar de R$ 38 mil a R$ 300 mil por ano. Quanto mais uma empresa paga, mais exposição e assistência terá, com estratégias sugeridas por economistas e marqueteiros. Também terá direito a mais reuniões com executivos das empresas de seus interesses.

Os clubes organizam encontros periódicos entre os empresários. Na maior parte das vezes, além da troca de cartões, eles participam de dinâmicas que visam a ampliação da capacitação do profissional, com palestras de temas diversos, de cultura a política.

Em agosto, no World Trade Center São Paulo, no Brooklin Novo (zona oeste), executivos de várias empresas ouviram palestras e debateram a reforma trabalhista. Mesas pequenas, com no máximo cinco lugares, estimulavam os empresários a serem ativos.

Os encontros não são classificados apenas como reuniões de trabalho pesado. É comum os clubes oferecerem também ambientes para o surgimento de ideias a partir de um estado de relaxamento ou de descontração inexistentes nas salas tradicionais de reuniões.

Os empresários trocam ideias degustando vinhos ou charutos, ou em oficinas com chefs da gastronomia renomados. Às vezes um bom negócio surge a partir de uma dança ou da prática de esportes.

Alguns clubes convidam os executivos a passarem um fim de semana juntos em hotel com piscina, churrasqueira, quadras de tênis e golfe. Há eventos que têm também a presença de celebridades. O objetivo é quebrar o gelo entre os participantes.

No caso da Consulting House, a empresa reitera que, mesmo nesses fins de semana, a diversão não é a prioridade, mas, sim, palestras e oficinas de negócios. Há, entretanto, ao menos uma hora reservada para a prática de esportes.

“Nesse momento você conhece o ser humano que está ali. Independentemente de fazer negócio ou não, você passa a ter um relacionamento”, diz o diretor-executivo do Grupo Coimex, Orlando Machado.

Donos de empresas especializadas em grupos de relacionamento não garantem negócios imediatos, mas dizem que em pouco tempo os associados podem ter benefícios com a capacitação e troca de experiências. Os resultados costumam ser mais rápidos para empresas que dependem do boca a boca.

Segundo o diretor-executivo da empresa de gerenciamento de riscos AON, Marcelo Munerato, o clube de relacionamento o ajuda a apresentar as propostas de sua empresa a possíveis investidores sem a intermediação de um funcionário, agilizando as negociações. Ele afirma que o retorno para seu negócio foi o dobro do valor investido, sem, entretanto, revelar os números.

O Tinder é um dos aplicativos mais populares de paquera da atualidade. Ele é um app de relacionamento usado principalmente por pessoas solteiras que estão interessadas em conhecer outras pessoas, funcionando mais ou menos como uma rede social que permite conhecer possíveis parceiros românticos.

Com um conceito simples – fotos de pessoas são apresentadas e o usuário só precisa deslizá-las para o lado direito caso se interesse, ou para o esquerdo caso não esteja de acordo com suas preferências – ele forma casais (ou apenas encontros rápidos) há alguns anos e ajudou a transformar a maneira como conhecemos novas pessoas no mundo, junto com outros apps de relacionamento.

tualmente, o Tinder pode ser usado tanto pelo celular quanto pelo computador. A maneira mais comum de se cadastrar é com sua conta Facebook ou Google, mas o app também já permite que usuários criem contas a partir do número de celular. O acesso ao Tinder é gratuito para quem quiser conhecer pessoas, mas o aplicativo também oferece algumas ferramentas pagas para quem estiver interessado.

Olhar Digital preparou um especial para tirar as principais dúvidas de usuários que querem começar a usar o Tinder. Saiba como fazer para criar seu perfil, explorar os diversos recursos oferecidos e também acessar a sua conta também pelo desktop.

Caso se sinta atraído por alguém, é só deslizar o card da pessoa para a direita. Se não quiser papo, é só mandar para a esquerda. Quando os dois lados se mostram interessados, o aplicativo gera um “match” e, a partir daí, qualquer um pode começar a conversa com o outro.

Com esse conceito simples, mas extremamente funcional, o Tinder cresceu rapidamente e em 2014 já registrava 1 bilhão de “deslizadas” por dia – quantas vezes usuários mandaram cards para a direita ou esquerda. No Brasil, o serviço chegou em 2013.

Existem três maneiras de criar uma conta no Tinder. Uma delas é vinculando seu perfil do Facebook ou sua conta do Google. Assim, o app já coleta dados de sua conta de e-mail ou do perfil na rede social para criar um usuário. A outra forma usa o número do seu celular.

Por mais vantajoso que o uso do número do celular possa parecer – principalmente após os diversos escândalos de privacidade de 2018, muita gente prefere se manter distante do Facebook atualmente -, há uma limitação bem grande para quem prefere usar o telefone para cadastro: com ele, só dá para usar o app no celular, e não no computador.

Em resumo, quem se cadastrar com o Google ou Facebook pode acessar pelo celular e depois continuar usando no computador, enquanto quem escolhe o número de telefone só consegue acessar o Tinder pelo celular.

Abaixo ensinamos como fazer para entrar no Tinder tanto pelo celular quanto pelo desktop:

Pelo celular

  • Baixe o aplicativo do Tinder. O download pode ser feito aqui para Android e aqui para iOS.
  • Abra o app. Ele vai pedir para você se cadastrar, caso não tenha uma conta. Selecione se prefere usar dados do Facebook ou Google ou o número do seu celular.
  • Conclua os passos que surgem na tela e pronto; é só começar a usar.
  • Pelo computador

    • Entre no site do Tinder para web.
    • Entre com suas credenciais do Google ou Facebook. Se utilizar seu número de telefone, o site vai solicitar a verificação por telefone e por e-mail.
    • Siga as instruções da tela e comece a usar.

    A interface do PC é praticamente idêntica à dos celulares, então quem já conhece o app não deve ter dificuldade.

Principais recursos do Tinder

Matches

Quando duas pessoas indicam interesse mútuo, o Tinder dá “match” e abre espaço para que alguém inicie uma conversa. A lista de “matches” pode ser acessada a qualquer momento, assim como um histórico das mensagens trocadas. É possível desfazer “matches” a partir do menu no canto superior direito da tela – a pessoa vai sumir da sua lista de matches e não poderá mais conversar com você.

Mensagens

Quando duas pessoas demonstram interesse mútuo, elas podem iniciar uma conversa entre si. Não é possível conversar com qualquer um – só com quem deu match. O Tinder permite tanto mensagens em texto quanto áudio, GIFs e mais. Não é possível apagar mensagens individuais e a única forma de apagar o histórico de conversas é desfazendo o match com a pessoa.

Tinder Plus, Gold e Platinum: as ferramentas pagas

Quem quiser gastar uma grana pode aumentar as chances de se dar bem no Tinder. Além do plano gratuito, o serviço oferece três modelos de assinatura com diferentes funcionalidades e valores que dependem de fatores como gênero, região, idade, orientação e plataforma usada.

Tinder Plus seria uma assinatura “básica”, oferecendo a possibilidade de:

  • Dar quantos swipes o usuário quiser em um dia;
  • Voltar atrás caso dê um swipe errado;
  • Cinco Super Likes por dia (a pessoa é avisada da sua curtida mesmo que não tenha curtido seu perfil);
  • Um Super Boost por mês: turbinada para aparecer no topo da lista de pessoas da sua região;
  • Ocultar anúncios;
  • Também um modo Passaporte que permite mudar sua região para conversar com pessoas de outras partes do mundo.

O Tinder Gold oferece os mesmos recursos e inclui também:

  • Recurso para receber novos destaques todos os dias
  • Possibilidade de ver quem curtiu seu perfil – ou seja, uma vantagem na hora de escolher com quem você vai conversar pelo app.

Por fim, o Tinder Platinum oferece os mesmos recursos do plano Gold com os seguintes adicionais:

  • Enviar uma mensagem antes de dar Match;
  • Ter as curtidas priorizadas;
  • Ver as curtidas que enviou nos últimos 7 dias.

Você também pode gostar