Por que a análise do fit cultural é tão relevante na seleção de talentos?

4 minutos para ler

O que importa para a empresa durante a análise de um candidato? Há alguns anos, competências técnicas eram suficientes para a contratação. No entanto, as mudanças nas dinâmicas corporativas passaram a exigir que recrutadores observem se o profissional tem fit cultural com a empresa.

Esse conceito se refere ao encaixe do indivíduo à culturaorganizacional da marca empregadora. É preciso saber se os ideais, comportamentos, valores e objetivos da pessoa entrevistada estão alinhados aos da corporação.

Por que fazer essa análise tão particular durante o recrutamento e a seleção de candidatos? Com esta leitura você vai perceber os principais fatores que tornam o fit cultural tão relevante.

Realizar contratações mais precisas

Ao contratar um profissional especializado na área de atuação, a empresa garante bons resultados. No entanto, quando ele está integrado aos objetivos da organização, seu desempenho se torna muito mais satisfatório.

Isso acontece porque ele vai ter a mesma visão da gestão, vai compreender melhor os desafios e encontrar propósito no seu trabalho. É muito mais fácil, nesse contexto, que ele “vista a camisa” da empresa e tenha uma performance mais positiva.

Junto a isso, um profissional com fit culturalse sente mais satisfeito em seu trabalho. Isso vai diminuir as chances de turnover, pois ele estará completamente adaptado ao cargo.

Consequentemente, haverá economia de recursos — financeiros e humanos — com a realização de processos seletivos e possíveis desligamentos.

Garantir uma boa sinergia no trabalho

Ter o foco na mesma direção é uma das principais necessidades para um time de talentos. Uma equipe em que os integrantes compartilham de valores similares tem muito mais chances de alcançar as metas estipuladas.

Da mesma maneira, a análise de fit cultural permite que recrutadores observem soft skills que serão valiosas para a unidade da equipe.

Profissionais que têm habilidades socioemocionais como empatia, facilidade de comunicação, prática de feedback construtivo e espírito de equipe têm mais potencial para formar um time de alta performance.

Fortalecer a cultura organizacional

Criar e manter uma cultura organizacional sólida é um dos grandes desafios das empresas atualmente. A cultura de uma instituição tem impacto tanto nas relações internas quanto nas externas.

Para alcançar uma cultura modelo é preciso que os integrantes da empresa compartilhem a mesma missão, visão e os mesmos valores. Assim, buscar o fit cultural nos candidatos vai ter impacto a longo prazo na imagem da corporação.

Garantir a contratação de talentos que estejam de acordo com a organização exige uma estratégia do RH para o recrutamento. Entre as alternativas que podem ser adotadas nesse momento estão:

  • mostrar que a empresa se importa com o fit cultural ainda na descrição das vagas;
  • usar ferramentas digitais para oferecer testes de comportamento aos candidatos;
  • olhar além das habilidades técnicas do candidato;
  • entender a visão de mundo e os valores do profissional;
  • ter uma cultura organizacional bem estabelecida, para que ela sirva de guia;
  • expor ao candidato pontos importantes do culture code e ouvir a opinião dele.

Ao valorizar a análise de fit cultural no processo de recrutamento e seleção, o RH potencializa as chances de criar equipes muito mais coesas e dinâmicas. Para a empresa, o resultado é um ambiente organizacional saudável e produtivo.

Que tal acompanhar outros conteúdos valiosos sobre as melhores práticas de RH? Basta seguir o Experience Lounge no LinkedIn, no Facebook e no Instagram!

Você também pode gostar