Lifelong Learning – aprender sempre

Lifelong Learning
3 minutos para ler

Com certeza você já ouviu a história que Bill Gates uma vez por ano se retira do mundo e consome milhões de livros, de diferentes gêneros e autores. BaracK Obama também divulga todo ano seus livros de verão, ou seja, os livros que ele leu e indica para os seus seguidores. Lifelong Learning é incrível.

E o que estas pessoas têm em relação ao seu desenvolvimento? Tudo. Afinal se grandes personalidades buscam o conhecimento constante, porque nós não podemos fazer o mesmo?

Com a velocidade da tecnologia, novas tendências, mudança no perfil do consumidor, cada vez é mais necessário estar atualizado no mercado. Impossível imaginarmos realizar a gestão de pessoas ou de projetos de modo como fazíamos anos atrás.

Pesquisas apontam quem 78% dos profissionais entendem que cabe a empresa realizar esta atividade, o que é um erro porque esta é uma responsabilidade muito mais pessoal do que uma “necessidade da empresa”, o lifelong learning é uma oportunidade para o profissional criar uma visão 360º do mundo e estar mais apto a exercer novas atividades.

No mundo de hoje não é necessário muito investimento para se tornar um profissional atualizado, existem diversos recursos para que você siga no caminho do conhecimento afinal o termo “formado” quando você recebe seu diploma deve ser considerado como a conclusão de um primeiro nível, como em um game. Assim como chegar aos 50, 60 ou 70 anos não é necessariamente o final da jornada.

Por isso vamos dar algumas dicas para que você continue na jornada do conhecimento e possa conquistar em breve novas posições.

 Pessoas: Conhecer pessoas é sempre muito bom, ainda bem se elas puderem participar do seu “Think Tank”, ou seja, um grupo de pessoas a quem você pode recorrer para aprender algo que não saiba. Não necessariamente precisam ser da sua empresa, pode ser do seu convívio social por exemplo. Trocar informações com uma pessoa da área de tecnologia sobre como funciona um market place pode mudar totalmente sua visão. Dica: quando conversar com outra pessoa que sabe mais do que você, ouça mais!

Experiências:  Nós aprendemos muito mais quando estamos experimentando, do que quando estamos estudando de modo passivo. Segundo a Pirâmide de Aprendizagem de William Glasser, quando tornamos o aprendizado ativo é que nossa capacidade de retenção do conteúdo aumenta.80% quando conseguimos praticar o aprendizado e 90% quando ensinamos, ou seja, somos sempre mestres uns dos outros.

Conteúdo: Crie sua própria trilha de conteúdo, afinal a web apresenta diversas oportunidades em diferentes idiomas. Escolha seu caminho, pegue seu caderno de anotações e boa viagem.

Redes: Aproveite as redes sociais como LinkedIn para se relacionar com pessoas do seu interesse, ampliando suas oportunidades de também ser um “influenciador” para determinado assunto.

Como dizia Whitney Young Jr.  “É melhor estar preparado para uma oportunidade e não ter nenhuma, do que ter uma oportunidade e não estar preparado.”

Você também pode gostar

Deixe um comentário